Segmentos trabalhados na terapia O primeiro segmento a ser mobilizado é o ocular se desenvolvendo até o segmento pélvico. Cada nível vai expressar suas emoções correspondentes.
Simulação da terapia Os terapeutas José Carlos Bastos e Sônia Lopes simulam a terapia. A massagem é uma parte importante na terapia reichiana, bem como a estimulação dos 7 segmentos corporais.
Psicologia Clínica

A psicologia atua em várias áreas, como a psicologia social, industrial ou organizacional (Recursos Humanos), esportes, marketing, institucional,

acadêmica, hospitalar, escolar, até mesmo na televisão, quando precisam do profissional para construir um personagem.

Psicologia Clínica é a parte da psicologia que se dedica ao estudo dos transtornos mentais e dos aspectos psíquicos de doenças não mentais.

Seus temas incluem a etiologia, classificação, diagnóstico, epidemiologia, intervenção (prevenção, aconselhamento, psicoterapia, reabilitação,

acesso à saúde, avaliação).

A história da psicologia clínica remonta desde o final do século XIX, o termo psicologia clínica foi usado pela primeira vez pelo americano Lightner Witmer. Ele fundou a primeira clínica de psicologia na Universidade da Pensilvânia nos Estados Unidos em que eram tratadas algumas crianças com queixas escolares.

Terapia Reichiana

A terapia orgonômica (terapia reichiana), criada pelo médico psquiatra e neurologista, austríaco, Wilhelm Reich (1897-1957),  tem um caminho a percorrer no corpo do indivíduo, através dos sete segmentos representados na figura no final desta  página, que correspondem ao desenvolvimento emocional, cognitivo e sexual durante a vida da pessoa e o objetivo terapêutico é auxiliar o desbloqueio da energia que fica encouraçada em alguns destes segmentos e seu correspondente a nível psíquico, ou seja, ajudar o indivíduo a ter uma harmonia entre sua mente e seu corpo, que na verdade formam uma unidade. A meta é redescobrir a espontaneidade humana e o bem-estar na vida amorosa, trabalho e consigo mesmo. Na primeira entrevista o terapeuta faz uma avaliação superficial da queixa do indivíduo, anamnese de vida desde seu nascimento. Este encontro também serve para averiguar como o paciente se relaciona e qual seu comportamento característico. Tudo isso será a base para o desenrolar da terapia e talvez seja necessário mais uma consulta de entrevista quando há muito conteúdo. Antes de tudo é necessário um bom relacionamento paciente e terapeuta, onde possa ser construída  uma confiança mútua, que  vai se conquistando gradualmente no processo terapêutico, por isso a empatia entre ambos é o começo de todo processo terapêutico. Orgonomia A orgonomia é o estudo da energia vital e a orgonoterapia trabalha com administração desta energia no corpo humano. Quando alguém busca a terapia é porque a sua energia está sendo empregada de forma doentia, contrária à natureza humana e muitas vezes convertidas em sintomas físicos como dores de cabeça, impotência e desinteresse sexual, gastrites e úlceras, coração e até o câncer, que é considerado uma doença psicossomática, incluindo todos sintomas neuróticos, que se manifestam como angústias, insônia, fantasias, compulsões, síndrome de pânico, depressão, timidez, ansiedade e outras. Essas neuroses vão influenciar as relações atuais e são reflexo das primeiras relações da vida. No trabalho reichiano a análise do inconsciente vem a partir do que está mais óbvio que é o comportamento caracterológico do indivíduo, chamado de traços de personalidade, que são as características mais perceptíveis, que também se constituem na defesa caracterológica, ou seja, a maneira como a pessoa se defende do mundo e de si mesmo. A diferença entre saúde e doença está na forma que a energia está distribuída e fluindo pelo corpo. Se o corpo e a mente são flexíveis, a energia traz bem-estar, disposição, prazer, criatividade, etc, enquanto que a energia represada, nos traz o desconforto de uma vida angustiada.
Terapia é coisa de “maluco”?

Por muitos anos as pessoas

fizeram a associação de terapia ou

psicoterapia com tratamento de

doente mental….LEIA

ARTIGOS EM DESTAQUE

Síndrome de Burnout

A síndrome de Burnout  também

chamada de Síndrome do

esgotamento Profissional,..LEIA

Depressão e o tratamento

reichiano

Nada mais importa. Não há

expectativas no futuro. Lembranças

do passado não trazem nada de bom.

O dia está cinza….LEIA.

Você precisa ser feliz!

Você precisa ser feliz! Sim, é

assim mesmo no imperativo. Ser

feliz é tão importante e vital como

respirar, se alimentar…LEIA

Viver com saúde

A expressão viver a vida pode

parecer redundante, mas muitos

estão apenas sobrevivendo e

achando que vivem…LEIA

Ansiedade e Orgonomia

Embora a orgonomia e a psiquiatria

tradicional consideram a ansiedade

uma entidade clínica importante,

elas diferem fundamentalmente em

sua compreensão LEIA

TERAPIA REICHIANA EM RIO DAS OSTRAS

Terapia Reichiana em Rio das Ostras, atendemos no Centro da cidade, de 2ªf a sábado, no horário de 8:00 hs as 20 horas. Nosso consultório fica próximo à Av. Amaral Peixoto e rodoviária, com vans para todas as partes da cidade. Aplicamos a técnica criada pelo psiquiatra e neurologista Wilhelm Reich (1897-1957), Ao longo de sua obra, Wilhelm Reich (1897-1957) estabeleceu interfaces com várias áreas do conhecimento: Sexologia, Psicanálise, Epistemologia, Pedagogia, Sociologia, Biologia, Física, Meteorologia. Seu trabalho se desenvolveu por três grande fases: Análise do Caráter, Vegetoterapia caractero-analítica e por último Orgonoterapia. A entrevista é feita com hora marcada e você pode ver nossos telefones ao lado, mas caso queira nos conhecer melhor, acesse a página Quem Somos e se quiser ter acesso aos nossos textos e conhecer melhor a terapia reichiana clique em Artigos.
Sônia Lopes Terapeuta e analista reichiana pelo Hólon (RJ). Atende adultos, adolescentes e casais. (22)998767791/Vivo (WhatsApp)   (22)992781424 - Claro
José Carlos Bastos Psicólogo e terapeuta reichiano pelo C.I.O./RJ. Atende adultos e grupo. Supervisão de casos. (22)999689750/Vivo (Whatspp) (22)992676652/Claro
Segmentos trabalhados na terapia O primeiro segmento a ser mobilizado é o ocular se desenvolvendo até o segmento pélvico.
Simulação da terapia Os terapeutas José Carlos Bastos e Sônia Lopes simulam a terapia. O terapeuta deve ficar atento as reações emocionais.

A psicologia atua em várias áreas, como a psicologia social, industrial

ou organizacional (Recursos Humanos), esportes, marketing,

institucional, acadêmica, hospitalar, escolar, até mesmo na televisão,

quando precisam do profissional para construir um personagem.

Psicologia Clínica é a parte da psicologia que se dedica ao estudo dos

transtornos mentais e dos aspectos psíquicos de doenças não mentais.

Seus temas incluem a etiologia, classificação, diagnóstico,

epidemiologia, intervenção (prevenção, aconselhamento, psicoterapia,

reabilitação, acesso à saúde, avaliação).

A história da psicologia clínica remonta desde o final do século XIX, o termo psicologia clínica foi usado pela primeira vez pelo americano Lightner Witmer. Ele fundou a primeira clínica de psicologia na Universidade da Pensilvânia nos Estados Unidos em que eram tratadas algumas crianças com queixas escolares.

Terapia Reichiana

A terapia orgonômica (terapia reichiana), criada pelo médico psquiatra e neurologista, austríaco, Wilhelm Reich (1897-1957),  tem um caminho a percorrer no corpo do indivíduo, através dos sete segmentos representados na figura no final desta  página, que correspondem ao desenvolvimento emocional, cognitivo e sexual durante a vida da pessoa e o objetivo terapêutico é auxiliar o desbloqueio da energia que fica encouraçada em alguns destes segmentos e seu correspondente a nível psíquico, ou seja, ajudar o indivíduo a ter uma harmonia entre sua mente e seu corpo, que na verdade formam uma unidade. A meta é redescobrir a espontaneidade humana e o bem- estar na vida amorosa, trabalho e consigo mesmo. Na primeira entrevista o terapeuta faz uma avaliação superficial da queixa do indivíduo, anamnese de vida desde seu nascimento. Este encontro também serve para averiguar como o paciente se relaciona e qual seu comportamento característico. Tudo isso será a base para o desenrolar da terapia e talvez seja necessário mais uma consulta de entrevista quando há muito conteúdo. Antes de tudo é necessário um bom relacionamento paciente e terapeuta, onde possa ser construída  uma confiança mútua, que  vai se conquistando gradualmente no processo terapêutico, por isso a empatia entre ambos é o começo de todo processo terapêutico. Orgonomia A orgonomia é o estudo da energia vital e a orgonoterapia trabalha com administração desta energia no corpo humano. Quando alguém busca a terapia é porque a sua energia está sendo empregada de forma doentia, contrária à natureza humana e muitas vezes convertidas em sintomas físicos como dores de cabeça, impotência e desinteresse sexual, gastrites e úlceras, coração e até o câncer, que é considerado uma doença psicossomática, incluindo todos sintomas neuróticos, que se manifestam como angústias, insônia, fantasias, compulsões, síndrome de pânico, depressão, timidez, ansiedade e outras. Essas neuroses vão influenciar as relações atuais e são reflexo das primeiras relações da vida. No trabalho reichiano a análise do inconsciente vem a partir do que está mais óbvio que é o comportamento caracterológico do indivíduo, chamado de traços de personalidade, que são as características mais perceptíveis, que também se constituem na defesa caracterológica, ou seja, a maneira como a pessoa se defende do mundo e de si mesmo. A diferença entre saúde e doença está na forma que a energia está distribuída e fluindo pelo corpo. Se o corpo e a mente são flexíveis, a energia traz bem-estar, disposição, prazer, criatividade, etc, enquanto que a energia represada, nos traz o desconforto de uma vida angustiada.
Informativo Saúde Emocional Você precisa ser feliz! Sim, é assim mesmo no imperativo. Ser feliz é tão importante e vital como respirar, se alimentar…LEIA  A expressão viver a vida pode parecer redundante, mas muitos estão apenas sobrevivendo e achando que vivem…LEIA  Embora a orgonomia e a psiquiatria tradicional consideram a ansiedade uma entidade clínica importante, elas diferem fundamentalmente em sua compreensão …LEIA  ARTIGOS EM DESTAQUE

TERAPIA REICHIANA EM RIO DAS OSTRAS

Terapia Reichiana em Rio das Ostras, atendemos no Centro da cidade, de 2ªf a sábado, no horário de 8:00 hs as 20 horas. Nosso consultório fica próximo à Av. Amaral Peixoto e rodoviária, com vans para todas as partes da cidade. Aplicamos a técnica criada pelo psiquiatra e neurologista Wilhelm Reich (1897-1957), Ao longo de sua obra, Wilhelm Reich (1897-1957) estabeleceu interfaces com várias áreas do conhecimento: Sexologia, Psicanálise, Epistemologia, Pedagogia, Sociologia, Biologia, Física, Meteorologia. Seu trabalho se desenvolveu por três grande fases: Análise do Caráter, Vegetoterapia caractero-analítica e por último Orgonoterapia. A entrevista é feita com hora marcada e você pode ver nossos telefones ao lado, mas caso queira nos conhecer melhor, acesse a página Quem Somos e se quiser ter acesso aos nossos textos e conhecer melhor a terapia reichiana clique em Artigos.

Psicologia Clínica

José Carlos Bastos Psicólogo e terapeuta reichiano pelo C.I.O./RJ. Atende adultos e grupo. Supervisão de casos. (22)999689750/Vivo (Whatspp) (22)992676652/Claro
Sônia Lopes Terapeuta e analista reichiana pelo Hólon (RJ). Atende adultos, adolescentes e casais. (22)998767791/Vivo (WhatsApp)   (22)992781424 - Claro